Theophilo Guimarães

THEOPHILO GUIMARÃES

Theophilo Guimarães foi um dos fundadores da Associação de Imprensa Campista e membro de entidades literárias. Deixou como legado uma extensa obra de ficção, em prosa e verso e dramaturgia, e sobre a história da cidade.

Na revista lançada por ele, “A Aurora – Lettras – Artes – Sciencias”, publicava, além de assuntos literários, a existência de artigos sobre cultura, higiene, espaço urbano e comércio, assim como relatos dos grandes acontecimentos nacionais, durante o processo de construção do Brasil Moderno, com interesse de atender às expectativas de grupos sociais e segmentos políticos, conformando-os aos modelos em voga e, na maioria das vezes, a serviço da reprodução do sistema.

Foi autor de Subsídios para a “História do Jornalismo em Campos” (1927), que registra exaustivamente a vida dos primeiros jornais e revistas publicadas na cidade desde 1831, quando surgiram “Correio Constitucional Campista”, “Pharol Campista” e “O Goytacaz”, até o ano de 1926. (Paes, 2009. ACL)